quinta-feira, 10 de março de 2011

O propósito do inimigo é ferir


Por Rô

Quando Deus confrontou o inimigo, após a queda dos nossos primeiros pais, declarou: “ Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar” ( Gn. 3:15). Esta claro que ele ferirá o descendente da mulher. Quem é ele? (Jesus). Esta escrito que o homem seria ferido, mas também esta escrito que a cabeça do agressor seria esmagada, é uma boa nova, pois ferida no calcanhar é facilmente sarada, mas esmagamento de cabeça é golpe fatal.
Podemos nos gloriar em Deus porque Jesus, que se tornou Filho do homem foi ferido pela morte, contudo quebrou o poder do inimigo, vencendo-o para sempre e colocando a nossa disposição Sua retumbante vitória. Se o inimigo tem prazer em nos ferir, Deus em Cristo, tem prazer em nos sarar.
Um dos exemplos de como o inimigo busca um plano de ferir, encontra-se no livro de Jó.
Quando olhamos para as provas que Jó passou, vemos a crueldade inimiga que se compraz em esmagar a alma humana. Quando Deus fez um elogio a seu servo, logo o inimigo o acusou de insinceridade e motivos ocultos e egoístas, queria dizer:
Deus, minhas marcas no homem são tão profundas, que ele só te serve por interesse. Jó só é assim por causa de todas as riquezas e saúde com os quais acumulaste.”
Foi quando Deus o permitiu tocar nos bens e na Saúde de Jó. Ele então, foi abatido, mal compreendido pelos amigos e, aparentemente maltratado por Deus. O inimigo só deixou a esposa. Sabe porque?? Porque era seu instrumento para ferir ainda mais diante de um quadro de sofrimento, ele também não tirou os amigos, pois estes eram instrumentos de acusação e calúnia. Saiba que o inimigo é especialista em usar pessoa mais chegadas como instrumento de feridas emocionais.
Este é o seu projeto: ferir, quebrar, esmagar, espezinhar, oprimir, diminuir e acusar . Mas louvado seja Deus, que a história de Jó nos mostra que o homem e a mulher de Deus se levanta do pó em meio a prova, e dirá em confiança.
“ Eu sei que o meu redentor vive,e por fim se levantará sobre a Terra. Depois de revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus” ( Jó 19: 25 , 26)
Portanto queridos quando as feridas e opressões vêm, estamos diante de uma obra inimiga e não divina. Muitas vezes ele tenta nos iludir para nos fazer crêr que o esmagamento emocional pelos quais estamos passando foram dados por Deus, pois assim os aceitaremos passivamente. Isso é pura mentira do inimigo. Ele é opressor, o acusador. Deus é quem nos livra das angústias e nos sara.
Seu Espírito em nós não nos condena, Ele convence, guia e restaura.
Saiba que antes de ti, Ele (Jesus) foi rejeitado, acusado, odiado, esquecido e abandonado. Sofreu todo tipo de ferida emocional. Ele sabe o que é ser rejeitado. Ele pode nos dizer:
“ Eu sei exatamente o que tu estas passando, porque já passei pelas mesmas coisas, sei como te sentes e por isso posso sarar o teu coração, e poderemos dizer: “ O castigo que nos trás a paz estava sobre Ele, e pelas suas feridas somos sarados” (Is. 53:5).
Olhe para Jesus!
Ele foi ferido no corpo, ferido nas emoções, os amigos o desprezaram, os seus o rejeitaram, odiado, caluniado, esquecido, mas tudo para que? Para sarar os corações quebrados, e isto incluem o meu e os seu querido.
Segue abaixo um vídeo que gosto muito, espero que gostem também. Paz e bom fim de semana a todos!
Poderá também gostar de: