sábado, 23 de abril de 2011

Pr. João Carlos Padilha de Siqueira - AD Presidente Prudente - Último adeus

sábado, 23 de abril de 2011


Pr. João Carlos Padilha de Siqueira - AD Presidente Prudente - Último adeus


Último adeus ao Pr. João Carlos Padilha
Imagem: Diário da Fé


Obreiros e assembeianos de todo o Brasil e do exterior foram a Presidente Prudente dar o último adeus ao pastor João Carlos Padilha de Siqueira, 44 anos, falecido neste dia 21 de abril, após uma luta contra o câncer.

O templo da AD da Rua Bela ficou muito pequena para as milhares de pessoas que estiveram na igreja, tanto no dia 21 como na sexta, 22.

No dia 21, quinta, foram realizados, desde a chegada do corpo, ás 9 e meia da manhã, três cultos, com a palavra de vários líderes.

Na sexta, ás 8 da manhã teve inicio o culto de despedida, todos eles dirigidos pelo patriarca pastor Carlos Padilha de Siqueira, 84.

O corpo saiu do templo por volta das 11 e meia, no carro do Corpo de Bombeiros, escoltado por seis policiais, e seguiu numa carreata seguida por centenas de carros e motos. No local do sepultamento lágrimas e choros e a ao descer o caixão, irmã Márcia , esposa, muito comovida se despediu cantando um hino que comoveu a todos.

No culto a palavra de líderes que lembraram o trabalho e exemplo deixado pelo pastor João Carlos.

O pastor presidente da AD Curitiba, Wagner Tadeu Gabi disse que o “mundo está vazio de modelos para serem imitados, mas que o trabalho do pastor João Carlos, nós podemos , sim , imitar” afirmou o líder.

O missionário brasileiro, radicado na Colômbia, pastor José Satiro dos Santos fez um telefonema e o áudio foi colocado para toda a igreja , e ele também registrou sua tristeza pelo passamento do jovem pastor.

O pastor Padilha ao apresentar o deputado Paulo Freire, citou o versículo “em todo o tempo ama o amigo e na angústia nascerá um irmão”, e com a voz embargada e chorosa, declarou o apoio dado pelo pastor nestes momentos difíceis que eles enfrentaram. Sempre que ia a região de Prudente, pastor Paulo Freire, realizava uma visita ao pastor João Carlos. Em suas palavras carregadas de emoção ele disse que ”o mundo ficava mais pobre, mas os céus ganhava”

Para o missionário Joel Freire a perda para a obra missionária foi irreparável, e afirmou que ele “amava a obra missionária e que o pastor João Carlos cumpriu a vontade de Deus para sua geração”.

O presidente do Conselho de Pastores da Cidade, o pastor presbiteriano Ismael Leandro, ressaltou que a cidade perdeu com sua morte.

O presidente da AD em Apucarana (PR) pastor Daniel Acioli trouxe uma palavra de conforto a todos.

O vice-presidente do Belenzinho, pastor José Wellington Jr também deixou sua mensagem comovido.

Para o presidente da Convenção Geral, pastor José Wellington Bezerra da Costa, ainda não dá para mensurar o tamanho da perda e ressaltou que “por onde ele passou deixou um rastro luminoso de um homem que amava o Senhor”.

Pastor João Carlos deixou a irmã Márcia, suas filhas Marcieli, Maressa e o filho João Carlos Jr e o genro Rodrigo Christen.

Ele presidia a Comissão de Contas da Convenção Geral e em seu lugar foi destacado o pastor presidente da convenção baiana Israel Alves. Fica agora a expectativa para o anúncio da nova direção da igreja em Prudente.

Parabenizo o Pr. Juarez Lima do Blog Diário da fé pela cobertura!

Visite o blog DIÁRIO DA FÉ

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Cenas horrorizantes! Gente queimada viva por causa de sua fé!

Cenas horrorizantes! Gente queimada viva por causa de sua fé!



22 de abril de 2011 |





Assisti a este vídeo e fiquei aterrorizado. As informações davam conta de que eram cristãos sendo perseguidos e queimados vivos por sua fé na Costa do Marfim. Chamei meu filho, que já se preparava pra dormir, e mostrei-lhe o horror sofrido por seguidores de Cristo em pleno século XXI. Espero que ele tenha conseguido dormir após ter assistido a isso. Ainda impactado, resolvi ler os comentários, e simplesmente desabei.
Leia abaixo alguns deles:



De repente, deparei-me com um comentário que deve ter passado despercebido pela maioria dos que assistiram e comentaram o vídeo, provavelmente por estar em inglês.

terça-feira, 5 de abril de 2011

justificação


A necessidade de justificação



A necessidade de justificação.

[Gl. 6: 4] Cada um examine a sua conduta, e então achará motivo de satisfação em sua própria pessoa, e não por comparação com outros.

Todo mundo tem o direto de defesa. É lei. E, a melhor defesa já disseram é o ataque. Então a primeira idéia de defesa que se tem na educação humana de auto defesa é nada mais, nada menos, que comparar sua vida com outras vidas que estejam piores que a sua, e, quanto pior, melhor para aumentar a satisfação e o consolo na defesa.

Nessa intuição quando a pessoa examina sua conduta e acha motivo de reprovação, só ver uma saída, camuflar seus erros por traz dos erros alheios. Dessa forma comparando-se aos piores torna seus erros “melhores”. Ate que possa dar um jeitinho brasileiro de se sair. A melhor defesa só é o ataque, quando não se pode se defender, isso sim.

Mas quando o centro da educação da pessoa está firmado na fé dos ensinamentos de Cristo, a satisfação da sua conduta está em sua própria pessoa, e não por comparação com outros. A fé e a boa conduta são inseparáveis. Juntas formam a consciência cristã e perpetra história em experiência com Deus sobre o libertar e o dar vida com abundância. A boa consciência da fé faz da conduta da pessoa uma legislação em estatutos, normas e testemunhos que sustenta qualquer defesa na pratica da justiça a fim de nutrir uma vida social cristã na liberdade e na dignidade.

Para este homem de fé, a necessidade de justificação, não se justifica nem para o propósito da necessidade de receber a salvação! Porque ele sabe, com efeito, que se a sua integridade não superar a dos homens, não entrará no Reino do Céu. [Mt. 5: 20]. Assim quando se sente culpado, procure urgentemente a reconciliação, porque sobre a sua culpa pesa um julgamento.

Luiz Clédio Monteiro 
Fundador da Rede Social Cristã

sábado, 2 de abril de 2011

Deus no banco dos réus



1 DE ABRIL DE 2011 | 





Que a mente humana é cheia de limitações e erros isso não é novidade para ninguém. Que, além disso, temos visto milhares (para não dizer milhões) de gafes que são cometidas pelos homens (pastores, líderes e quem ache que seja formador de opinião) com relação a Deus e a teologia, também não preciso me alongar aqui. Diariamente aparecem novos métodos revolucionários, que prometem solucionar a vida de qualquer cristão em qualquer lugar do mundo. Seja isso por meio de ofertas, dízimos, compra de partes no céu, diploma de semideus e assim por diante.












Leia mais

Não Chore... Ele está vivo! | Categorias: Música, Vídeos


Não Chore... Ele está vivo! | 



Melodia, harmonia e ritmo. Assim compõe-se as boas canções. Com essa música não poderia ser diferente. Estava com saudades de ouvi-la. Ouvi e trouxe esse vídeo para compartilhar com todos aqui no blog. Abaixo deixo a tradução da mesma.


Leia mais

A temerosa Teologia de Marco Feliciano



 2011 | 



Quem nunca assistiu uma mensagem, nunca vibrou ou se emocionou com o famoso pastor Marco Feliciano atire a primeira pedra. Conheço alguns que até falam como ele, usam roupas parecidas, e confesso que eu mesmo por muito tempo o admirei e ouvi suas mensagens. Mas Deus é bom, e quando peguei gosto pela leitura da Bíblia logo as diferenças das mensagens pregadas e o que a Bíblia dizia surgiram. 

Notoriamente sua teologia é duvidosa, muita criatividade e pouca Bíblia sempre marcaram suas ministrções. Desde um suposto apelo insistente de Jesus a Deus pai para mandar o Espírito Santo ( Espirito Santo o Agenciador Missionário), passando pela hierarquia angelical (Anjos no Céu e Guardiões na Terra) até a doutrina do "Não toquei nos meus ungidos" onde ele mesmo não pode ser criticado (O Sonho de José).

Agora, recentemente, toda sua doutrina vêm a nível nacional quando sua declarações racistas e discriminatórias estão sendo analisadas pela corregedoria da Câmara. Como segue na notícia abaixo retirada do Site UOL.


Notícia:

O caso envolvendo o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), que afirmou nessa quarta-feira (30), no Twitter, que os "africanos descendem de um ancestral amaldiçoado", deverá será analisado pela Corregedoria da Câmara dos Deputados. A presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, deputada Manuela d’Avila (PCdoB-RS), disse que irá encaminhar as mensagens do parlamentar para o órgão.

Em seu perfil na rede de microblogs, Feliciano disse: “africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato. O motivo da maldição é polêmica. Não sejam irresponsáveis twitters rsss”. Em seguida, outra mensagem, afirma que “sobre o continente africano repousa a maldição do paganismo, ocultismo, misérias, doenças oriundas de lá: ebola, Aids. Fome...(sic)”, afirmou Feliciano, que também é empresário e pastor evangélico.


Para Manuela d’Avila, as declarações são “bem graves” e “lamentáveis”. “Esse argumento religioso que justifica o racismo foi usado pela Igreja Católica há dois séculos para justificar a escravidão”, afirmou a parlamentar, em entrevista ao UOL Notícias.

A deputada disse que irá reunir as mensagens, apresentar na próxima reunião da Comissão e encaminhá-las à Corregedoria. “É o espaço adequado para se julgar e para que ele [Feliciano] possa se defender”, disse.

Para a parlamentar, é possível que, dependendo da decisão da Corregedoria, o caso vá parar no Comitê de Ética da Casa. “Na minha opinião, imunidade parlamentar não protege o crime de racismo. É garantido o direito da opinião, desde que honrada a Constituição”, afirmou D’Avila.

Por telefone, Feliciano disse que as mensagens foram publicadas por assessores, sem a sua aprovação. O parlamentar afirmou também que não considera as mensagens racistas. "Não foi racista. É uma questão teológica", disse. "O caso do continente africano é sui generis: quase todas as seitas satânicas, de vodu, são oriundas de lá. Essas doenças, como a Aids, são todas provenientes da África", acrescentou.

Após o contato da reportagem com a assessoria de Feliciano, a primeira mensagem foi apagada. Depois da entrevista ao UOL Notícias, o parlamentar republicou a mensagem.

Hoje, quase 20h depois das declarações, o deputado negou ser racista também no Twitter. "Tenho raízes negras como todos os brasileiros. Bem como dos índios e também europeus! Rejeito essas calunias infames! Aqui não seus desalmados", disse Feliciano.

Marco Feliciano foi eleito deputado federal nas eleições do ano passado, com mais de 211 mil votos, e diz ter 30 mil seguidores no Twitter. "Sou afrodescendente, meu nariz é largo, meu cabelo é crespo. Tenho apoio do líder do movimento dos negros, pastor Albert Silva, de São Paulo", defendeu-se.

Albert Silva, no entanto, nega que apóie Feliciano e discorda das opiniões do parlamentar. "As considerações dele são de foro íntimo. Como pastor negro e militante do movimento negro, eu considero um absurdo essa visão teológica do deputado. Viola o sentido explícito do relato bíblico", afirma.

No perfil do deputado no Twitter, há também várias mensagens direcionadas a homossexuais. O deputado afirma que vários internautas da comunidade gay o perseguem e convoca os “cristãos” a despejarem mensagens nas páginas de seus críticos. Em seguida, o parlamentar listou uma série de usuários do Twitter que supostamente o atacam.


Fonte: UOL